Hoje gostaria de destrinchar mais uma definição de adoração, tendo em mente que, mesmo na eternidade, jamais esgotaremos o significado e o deslumbramento de adorar o nosso Criador e Redentor.

“Adoração bíblica é o povo da aliança de Deus reconhecendo a glória de Deus em Cristo, no poder do Espírito Santo, regozijando-se nela e respondendo corretamente a ela”.

Adoração bíblica… Para distinguir o que fazemos como cristãos de todos os outros tipos de adoração. Implica também que é Deus quem determina como devemos adorá-lo (Jo 4.23,24).

… é o povo da aliança de Deus… O plano de Deus, desde o começo da criação, foi redimir para sua propriedade exclusiva um povo que lhe renderia glória incessantemente. A base do nosso relacionamento com Ele é Seu caráter imutável, Seu amor inabalável e Seu sacrifício irreiterável pelos nosso pecados (Êx 19.5,61Pe 2.9,10Ap5.9,10).

… reconhecendo… Implica percepção e assentimento mental, em oposição a uma experiência emocional altamente individualizada (Êx 34.6,7Jr 9.23,24).

… a glória de Deus em Cristo… Fomos salvos para perceber que a glória de Deus foi mais claramente revelada na Pessoa e na obra de seu Filho (2Co 4.6). Essa é uma verdade preciosa que devemos proclamar e proteger (Hb 1.1-3).

… no poder do Espírito Santo… Embora carismáticos e cessacionistas discordem quanto à aplicação da doutrina do Espírito Santo, os dois grupos podem afirmar que a adoração a Deus é impossível sem o poder do Espírito de Deus (Jo 4.23,24Ef 2.18).

… regozijando-se nela [na glória de Deus em Cristo]… Uma das definições de “regozijar-se” é “experimentar grande sensação de prazer e alegria”. É nesse sentido que “nos regozijamos” na glória de Deus em Cristo. Quando encontramos nosso supremo bem, gozo, prazer e satisfação em conhecer a Deus, nós o estamos adorando. Adorar a Deus abrange mais do que as emoções, mas não é possível sem elas (Sl 32.1137.41Pe 1.8,9).

…e respondendo corretamente a ela. Há inúmeras maneiras equivocadas de responder a Deus, entre as quais ingratidão, ira e idolatria. Entre nossas respostas corretas estão tanto adoração quanto ação, tanto o que fazemos em reuniões específicas quanto o que fazemos no todo da vida (Rm 12.1,2Hb 10.24,25Hb 13.15,16).

Mais no próximo e último post desta série.

Leia também Por que definir adoração, o último post da série.

Por: Bob Kauflin. Copyright © 2005 Worship Matters. Direitos reservados. Traduzido e publicado com permissão de Bob Kauflin e Fabiano Silveira Medeiros. Fonte: Defining worship, Pt. 4

Original: O Que é Adoração, parte 4. Copyright © 2016 Cante as Escrituras. Todos os direitos reservados. Website: CanteAsEscrituras.com.br. Tradução: Fabiano Silveira Medeiros. Revisão: Filipe Castelo Branco.