“Quem canta os males espanta”, diz o ditado tupiniquim. Todavia, parte da igreja nesse país, não tem conseguido ” afugentar” dos seus púlpitos as bobagens entoadas pelos cantores gospel, que devido a inúmeros fatores, tem contribuído para a disseminação de falsas doutrinas, ensinos espúrios e esquisitices das mais variadas possíveis.

Isto posto, resolvi elencar sete motivos porque porque boa parte das canções entoadas nos cultos são de péssima qualidade, senão vejamos:

1-) Além da falta de conhecimento bíblico falta conhecimento teológico ao cantores e compositores.

2-) Os cantores e compositores fundamentados no antropocentrismo desta geração preferem cantar aquilo que dá certo, e não o que é certo.

3-) Os pastores por razões distintas  deixaram se supervisionar as letras das canções entoadas nos cultos, “abandonando”   nas mãos de cantores e compositores a construção das composições evangélicas.

4-) O Abandono por parte dos pastores do estudo bíblico e expositivo das Escrituras bem como das classes de ensino relacionadas as doutrinas fundamentais à fé cristã.

5-) O mercantilismo da indústria gospel que nos últimos anos tem ditado segundo “o gosto do freguês”, aquilo que deve ser cantado nos cultos públicos e congregacionais.

6-) O “sincretismo” da fé como também  a relativização das Escrituras por parte dos cantores e compositores.

7-)  A falta de entendimento que o objetivo das canções entoadas, como também do culto, é para a glória de Deus e não a satisfação das necessidades e vaidades humanas.

Pense nisso!

Por: Renato Vargens. Copyright © 2016 blog Renato Vargens. Original: 7 motivos por que boa parte das canções entoadas nos cultos são de péssima qualidade

Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, seu ministério e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.