Nós entramos em nossa garagem exaustos. Domingo é supostamente um dia para descanso, mas esta manhã pareceu tudo, menos isso. Ele foi cansativo não por causa do início cedo com uma reunião antes da igreja, arrumar as crianças, a pressa para sair de casa, as conversas depois do culto, ou até mesmo as notícias desanimadoras sobre o diagnóstico de um membro da igreja. Nós estávamos exaustos porque nossos dois filhos não conseguiam sentar parados e quietos no culto de adoração. Isso foi como se nós tivéssemos experimentado uma rodada de combate sem nenhuma medalha.

O culto de uma hora e meia poderia ter sido quatro horas com todas as negociações, avisos e disciplinas que foram necessários. O sermão consistia de três pontos, e entre nós dois, minha esposa e eu só conseguimos lembrar de um.

Infelizmente, essa semana não foi a única. Não fizemos isso há sete dias atrás? Nós não trabalhamos com nossos filhos todos os dias desde o Domingo passado, para que a adoração dessa semana fosse melhor do que a catástrofe da semana passada? Tudo isso foi para nada?

Os primeiros dias trazendo crianças pequenas para o culto podem parecer uma tortura imposta por você mesmo, sem previsão de acabar. Mas, por mais que isso possa se provar uma luta, o esforço vale a pena. O culto da igreja fornece inúmeras oportunidades para bênçãos. Aqui estão três.

1. Elas fazem parte dos meios de graça.

A parte mais importante da vida de uma igreja local é a adoração congregacional, porque na adoração semanal o Senhor se encontra com seu povo apenas pela sua Palavra e seu Espírito. Ele nos ministra pelos meios de graça comum. Igrejas e pais podem perseguir programas inovadores para influenciar seus filhos, mas a adoração congregacional foi o que o sábio Deus ordenou.

Esses meios de graça comum são eficazes para todos, incluindo crianças. Quanto mais nós colocamos nossos filhos nos caminhos deles, mais oportunidades eles têm para que suas almas encontrem o Deus da graça.

Deus atribui promessas à sua Palavra.

A Palavra não volta vazia (Is 55:11) pois a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais afiada que qualquer espada de dois gumes (Hb 4:12). A fé vem por ouvir a mensagem e a mensagem é ouvida mediante a palavra de Cristo (Rom 10:17). Nós queremos que nossos filhos ouçam isso proclamado com poder.

Os sacramentos são representações visuais de verdades espirituais.

Nós podemos ver, provar, cheirar, e sentir as realidades da graça de Deus. Este fato não é perdido em nossas crianças, pois eles veem esses sacramentos praticados. As crianças de Israel perguntaram aos seus pais enquanto eles participavam da Páscoa, “O que isso significa?” (Ex 13:14; Dt 6:20). De forma similar, nossas crianças terão questões sobre o que eles veem e ouvem. Nós respondemos apontando para um Salvador que morreu por vontade própria.

Oração molda e alinha nossos corações com a vontade de Deus.

Quando nossos filhos baixam suas cabeças e ouvem a oração congregacional ou a oração de confissão, eles não podem deixar de ouvir sobre a verdade e a graça. É bonito quando eles eventualmente se juntam.

É importante para as crianças participar na adoração congregacional toda semana. A constante rotina de nossas vidas possuem um poder formador, e crianças que frequentam a igreja toda semana serão formadas pelos meios da graça.

2. Elas fazem parte de toda a congregação.

Adoração congregacional é congregacional; o corpo inteiro se reúne. Quando a congregação canta, todas as vozes da igreja se unem. Quando o povo de Deus lê a confissão de fé, eles confessam a mesma verdade em unidade. Quando o povo de Deus escuta as orações públicas, eles pronunciam um sonoro “Amém” juntos. Crianças se beneficiam por testemunhar e por participar nessa unidade.

Crianças prestam uma atenção especial aos seus pais. Elas aprendem observando seus pais e discernindo o que seus pais julgam importante e o que lhes dá prazer. Trazer nossos filhos para o culto, permite que eles observem a importância e o prazer da adoração congregacional na vida dos seus pais. Se eles não estão no culto, eles nunca verão esse prazer, e poucas coisas têm maior efeito na vida espiritual dos nossos filhos.

Crianças aprendem com seus pais e com o resto da congregação, mas elas também dão exemplo para a comunidade da aliança. Quando Jesus abençoa as crianças, Ele diz: “Deixem vir a mim as crianças, não as impeçam; pois o Reino de Deus pertence aos que são semelhantes a elas. Digo-lhes a verdade: Quem não receber o Reino de Deus como uma criança, nunca entrará nele” (Mc 10:14-15). Muitos consideram crianças como distração na adoração congregacional, mas aos olhos de Cristo, elas são um exemplo.

3. Elas fazem parte da história de Deus.

A Bíblia claramente expressa o dever dos pais de instruir seus filhos nas coisas do Senhor. O salmo 78 fornece uma das declarações mais bonitas desse chamado. Asaf relembra a sua geração de que eles precisam repassar a gloriosa história da sua fé para os seus filhos. Nós contamos essa história toda manhã no Dia do Senhor quando nos juntamos – e quando nossas crianças participam na adoração, elas escutam essa história. Elas não podem perder.

Nossas crianças tomam parte nas práticas da comunidade da aliança, que retratam os poderosos atos de Deus e seu relacionamento com seu povo da aliança. Elas entram na grande academia da fé cristã. Nós ensinamos, instruímos e formamos nossas crianças em adoradores. É óbvio, apenas Deus pode chamar o povo para Ele e transformar seus corações de pedra em corações de carne (Ez 36:26), mas a participação na adoração a Deus molda as nossas crianças.

Nossos filhos também aprendem que Deus é para eles. Quando nós incluímos as crianças no culto, nós comunicamos que elas podem adorar ao único verdadeiro Deus. Cristianismo não é uma religião apenas para adultos, e culto não é apenas para adultos também. Deus chama todo o povo para adorar. Quando nós excluímos nossas crianças do culto, nós comunicamos que as coisas de Deus e sua história não são para elas.

Vamos alimentá-las

Meus filhos adoram doce, então eu nunca os encorajo para comerem doce. Vegetais são outra história, mas minha mulher e eu nos esforçamos para vê-los comerem vegetais diariamente. Por que? Nós o fazemos porque sabemos os benefícios decorrentes de comermos vegetais. A fibra, vitaminas e nutrientes encontrados nos vegetais nos encorajam a lutar a boa luta para colocar um pouco de verde na dieta deles.

Nós sabemos que os benefícios de tal dieta podem influenciar a vida deles para os próximos 20, 40, 60 ou até mesmo 80 anos. A luta é válida. E os benefícios decorrentes da inclusão das nossas crianças na adoração congregacional podem afetar não só por 80 anos, mas pela eternidade. Se vagem e brócolis valem a pena a luta, uma temporada ou duas de dificuldade no banco é mais do que válido.

Por: Jason Helopoulos. Copyright © 2017 The Gospel Coalition. Fonte: Let the Children Worship in Church

Original: Deixe as crianças adorarem na igreja. © 2017 Cante as Escrituras. Website: CanteAsEscrituras.com.br. Todos os direitos reservados. Tradução: Calebe Sequeira. Revisão: Raquel Lima.