Uma das responsabilidades dos líderes de louvor é construir e cultivar uma comunidade de músicos companheiros para ajudar a servir a congregação na adoração. Você pode chamar essa comunidade de uma equipe de adoração, banda de louvor, equipe de louvor, banda ou qualquer termo que você quiser. Seja qual for o nome, pode ser uma grande alegria liderar esse tipo de grupo de colegas músicos. Também pode ser muito difícil.

Os músicos têm um temperamento artístico infame que os torna não apenas opiniosos, e costumam não apenas compartilhar essas opiniões, mas transformá-las em “direitos”. Os músicos querem proteger seus direitos e seus territórios contra qualquer um que busque invadi-lo. Além disso, eles são pecadores como todo mundo.

De vez em quando, se você for um líder de louvor tentando liderar uma equipe de louvor saudável, você será confrontado com situações difíceis quando precisar corrigir um de seus colegas músicos, ou ainda mais complicado, trazer disciplina. Você vai perder com essas situações, e você vai querer evitá-las. Mas às vezes será claro que você precisará resolver um problema com um membro de sua equipe.

Aqui estão seis erros que eu cometi e que você não deve repetir quando disciplinar ou corrigir um membro da equipe de louvor.

1. Interagir principalmente por e-mail
Se possível, evite o uso do e-mail. Quanto mais difícil for o tipo de interação, mais saudável ela é. Uma conversa cara-a-cara é crucial. Se isso é impossível, então um telefonema. Sob nenhuma circunstância você deve interagir por e-mail. Os e-mails podem ser muito mais facilmente mal interpretados, encaminhados e salvos para sempre. Finja que está lidando com isso antes da invenção do computador.

2. Insista na reunião e territórios ‘neutros’
Não insista que a reunião ocorra em propriedade da igreja, ou em seu escritório. Esse é o seu território, não o deles, e isso fará com que suas defesas aumentem imediatamente. Não é bom. Encontre um lugar neutro e um lugar público, para ambos. Uma cafeteria ou um restaurante. Isso vai nivelar o campo de jogo e aumentar as chances de uma atmosfera descontraída.

3. Controle tudo por si mesmo
Você tem pessoas ‘acima’ de você. Aproveite sua cobertura. A coisa mais estúpida que eu fiz quando tive que lidar com uma questão difícil foi mantê-la longe de meu pastor, até que ela tivesse explodido. Consultá-lo, perguntar-lhe o que você deve fazer, ter o seu pastor na reunião com você, e mantê-lo totalmente a par das coisas. Não se coloque em posição de tomar todas as balas ou fazer/dizer algo imprudente. Use a cobertura que Deus colocou sobre você.

4. Deixe-o ferver
Quando um membro da banda tiver um ataque de mau humor no ensaio, o resto da banda ficará chocada, e você também. Eles estão todos se perguntando se você vai lidar com isso. A tensão está construida. Não deixe ferver. Você não pode pensar que parar o ensaio é sábio, mas faça isso antes que o indivíduo vá em casa. Pode ser mais fácil, a curto prazo, deixar as coisas escorregarem, mas, a longo prazo, vai criar tensão e pressão em sua equipe que não serão saudáveis.

5. Não sei o resultado que você quer
Em uma escala de 1 a 5, 1 sendo o menor nível de correção (ou seja, eu posso dizer que você não praticou nada e é por isso que você arruinou metade das músicas) e 5 sendo grande correção (ou seja, eu preciso pedir-lhe para sair da equipe por um tempo), você precisa saber o que você quer para a pessoa. Se você entrar em uma reunião/conversa com a pessoa sem um resultado aceitável em mente, então você poderia muito provavelmente ser atropelado.

6. Não querer desculpar-se
Você não é perfeito. Você não se comunica com sua equipe tão bem quanto você poderia. Você conduz um ensaio com o estômago vazio e diz algo mal-humorado para o seu baterista. Você pede a um cantor para cantar uma canção que você sabe que ele ou ela não conseguirá. Poderia ser qualquer coisa. Seja o primeiro a se desculpar, o primeiro a mostrar contrição e humildade, e genuinamente pedir perdão por coisas que você fez de errado. Mesmo que seu pedido de desculpas não seja recíproco, você fez a coisa certa e vai ter uma noite melhor de sono, mesmo que a reunião não termine da maneira que você esperava.

É uma grande alegria liderar uma equipe de louvor. Também é trabalho duro. Se você é fiel e consistente nas coisas difíceis, então a alegria, a moral e a unidade da sua equipe aumentará. Se você evitar as coisas difíceis, então ninguém será feliz.

Por: Jamie Brown. Copyright © 2015 Worthily Magnify. Fonte: Six Mistakes You Shouldn’t Make When Disciplining (or Correcting) a Worship Team Member

Original: Seis erros que você não deve fazer ao disciplinar (ou corrigir) um membro da equipe de louvor. © 2017 Cante as Escrituras. Todos os direitos reservados. Website: CanteAsEscrituras.com.br. Tradução: Thiago Holanda. Revisão: Filipe Castelo Branco.