Às vezes, encontramos pessoas que dizem: “Eu não consigo cantar”, como em “O som que sai da minha boca quando tento cantar não é o que eu esperava”.

Talvez esse seja você, e talvez recorde uma conversa constrangedora quando criança, quando lhe pediram para pronunciar as palavras, em vez de cantá-las, ou lhe disseram que ser membro do coral de sua escola ou igreja poderia não ser o “melhor uso” para os seus dons.

Mas se você consegue falar, consegue cantar. Deus o criou para que pudesse cantar e deu tudo o que você precisa para cantar tão bem quanto ele quer. Deus está muito menos preocupado com a sua afinação do que com sua sinceridade. O louvor cristão começa com o coração, não com os lábios (Ef 5.19).

Ele estima todas as vozes

Quando nossas filhas jovens cantam juntas, a mais velha é mais segura do que a do meio, que, por sua vez, é mais harmoniosa do que a mais nova. Isso pode mudar à medida que elas envelhecerem, mas o aspecto central é que para os ouvidos dos pais, cada voz não somente é tão importante quanto as outras; cada uma é tão estimada quanto as outras.

Seu Pai celestial se importa se e com o que você canta, mas ele não se importa em quão bem você canta. Embora possamos ter corais em nossas igrejas compostos de vozes que tenham experiência e habilidade, a congregação de uma igreja é o coral supremo, e não são necessárias audições: todos podem e devem estar nele.

A beleza de um coral congregacional é que as nossas vozes e corações são unidos em louvor. É emocionante fazer parte de um grupo de crentes cantando a verdade juntos.

Recentemente, nos encontramos com um missionário à China que estava de férias em casa nos Estados Unidos. Após o louvor, ele disse que era maravilhoso poder cantar livremente com outros crentes novamente, pois a parte da China onde ele vivia impunha restrições severas a isso. “Ah, como meu coração sente falta de louvar”, ele disse.

Sua voz pode não ser de um nível profissional, mas é de um nível confessional.

Aproveite ao máximo o que você tem

Vale a pena acrescentar, porém, que quanto mais praticamos algo, melhor nos tornamos nisso. E nós buscamos melhorar naquilo que realmente valorizamos. Aprender a andar leva tempo, e primeiro precisamos aprender a ficar sobre os nossos pés. Aprender a falar leva tempo e primeiro precisamos abrir as nossas bocas e produzir sons. Louvar a Deus em canções melodiosas leva tempo, e nos tornamos melhor no canto ao cantarmos.

E uma vez que alcançamos nosso auge, se ainda estivermos longe das alturas melodiosas, o senso de humor é um aliado útil. Algumas pessoas têm um dom especial de cantar absolutamente todas as notas levemente fora do tom (o que, ironicamente, é difícil de fazer). Já que cantamos para encorajar e louvar, não para impressionar e ganhar elogios, podemos sorrir e cantar de qualquer modo.

Um dos membros de nossa banda, Zach White, há pouco tempo nos contou sobre a inspiração que seu pai tem sido para ele e seus irmãos quando se trata de cantar na igreja. O sr. White é sempre o cantor mais fervoroso da congregação, apesar de ter apenas três notas que ele realmente consegue cantar (todas mais baixas do que seu chará, Barry), e nenhuma delas em harmonia. Mas isso nunca o detém. Ele compreendeu sobre o que o louvor congregacional é e sobre o que não é.

A treinadora vocal de Kristyn nos últimos 14 anos, Kim Wood Sandusky, tem várias décadas de experiência na formação de cantores profissionais em vários gêneros. Ela diz:

Somos todos cantores. Alguns de nós têm talentos que nos permitem cantar com belos tons e boa potência, enquanto outros têm talentos para cantar com as suas almas. Que belo som todos nós produzimos como cantores aos ouvidos do nosso Pai celestial.

Há aqueles de nós que podem ter problemas vocais provenientes de lutas contra doenças ou que existem desde o nascimento. Se você não consegue falar, mas canta mexendo as mãos ou através de qualquer meio que Deus lhe tenha dado, você abençoa a comunidade de crentes ao nos unirmos com um só coração e uma só voz até o dia em que todas as línguas cantarão a ele. Somos muito gratos pelo trabalho dos intérpretes de libras que permitem que toda a congregação se envolva de modo tão significativo nas letras que cantamos.

Igreja, cantemos!

Por: Keith Getty • Kristyn Getty. © The Gospel Coalition. Website: thegospelcoalition.org. Traduzido com permissão. Fonte: What If I Can’t Sing?

Original: E se eu não conseguir cantar? © Cante as Escrituras. Website: canteasescrituras.com.br. Todos os direitos reservados. Tradução: Camila Rebeca Teixeira. Revisão: William Teixeira.