Autor: Filipe Machado

Castelo Forte – Martinho Lutero (Análise)

Vamos ser diretos: a música de hoje não requer maiores explanações. Quase todos conhecem sua letra e a maioria dos crentes já a ouviu e/ou cantou alguma vez na vida. Porém, mais do que ouvir e saber sua composição, importa que creiamos no que ela diz e também a coloquemos em prática. Muitas são as curiosidades sobre esta música e você pode as conferir neste link. Existem várias versões em português sobre ela – só em inglês existem cinquenta e três, para se ter uma ideia. Seja qual tradução usemos, o que importa é o conteúdo central: Deus. Vamos à análise Castelo forte é nosso Deus, Espada e bom escudo, Com seu poder defende os seus, Em todo transe agudo. Esta música é praticamente uma paráfrase do Salmo 46 e nela o autor, Lutero, buscou exaltar a grandiosidade do Senhor. E para os tempos antigos, o que poderia ser melhor do que comparar o Senhor a um castelo forte, espada e bom escudo? Em tempos medievais onde os castelos representam toda a fortaleza e poderio de uma nação, e a espada era um excelente instrumento de defesa e ataque junto com o escudo, nada mais excelente para ser usado como figura de linguagem. Lutero era um profundo teólogo, não só porque foi convertido pelo Senhor e pregou a justificação pela fé (Rm 1.17; Ef 2.8), e sim porque entendia...

Read More

Quero Que Valorize – Armando Filho (Análise)

Vivemos em tempos onde está na moda criticar tudo e a todos. Estamos correndo e buscando erros nos outros, a fim de criticarmos e sermos reconhecidos como “especialistas” em determinada área. E é exatamente o que acontece com a letra de hoje. Alguns amam seu teor, enquanto outros acham que ela é extremamente contrária à Bíblia, pois, supostamente, salienta coisas que a Bíblia não fala sobre o homem. E quem tem a razão? Esta canção pode ser entendida de duas formas: bíblica ou antropocêntrica. Quer dizer, buscando a glória de Deus ou trazendo o homem para o centro de...

Read More

Canção do Apocalipse – Diante do Trono (Análise)

Neste espaço, já tivemos a oportunidade de analisar uma música do grupo Diante do Trono (clique aqui) e a classificamos como “não bíblica e inapropriada ao culto público”. Em verdade, o grupo Diante do Trono é bastante controvertido, pois embora contenha músicas e performances que não se alinham com a Escritura (como a Ana Paula andando igual a um “leão” no palco), também possui algumas músicas com letras bíblicas, como é o caso de hoje. Vamos à análise. Digno é o Cordeiro Que foi morto Santo, Santo Ele é Um novo cântico Ao que se assenta Sobre o Trono...

Read More

Estrela da Manhã – Lucas Souza (Análise)

Temos notado em nossas análises que muitas músicas, além de não bíblicas, são confusas para serem cantadas. Seja porque a forma de expressão não é a melhor ou porque simplesmente usa termos ambíguos para tentar expressar algo. Na música de hoje, diferentemente, temos um reflexo de como a letra pode ser bela, simples e ao mesmo tempo bíblica, levando o ouvinte a entender o que canta e glorificar a Deus pelo que tem feito. Vamos à análise. Eu procurei tua luz Sabes o quanto vaguei Quando encontrei o caminho A tua alegria Me encheu de canções E pude seguir...

Read More

Colisão – Anderson Freire (Análise)

Uma das razões pelas quais estas análises existem, diz respeito à necessidade de se entender o que é uma música bíblica e se ela é ou não aplicável ao contexto do culto público. Muitas são bíblicas e dignas de ser entoadas na igreja, pois exaltam o Criador, falam da graça, misericórdia e levam o povo a engrandecer ao Senhor. Todavia, outras não são recomendadas ao canto congregacional, pois suas letras, embora não contenham heresias, não tratam de uma exaltação direta a Deus ou poderiam ser mais bem exploradas. Hoje, então, estamos diante de um caso interessante. Uma letra que...

Read More
  • 1
  • 2