Autor: Jamie Brown

Quatro Tipos de Grupos de Louvor

Nessa quarta-feira passada tivemos o primeiro “encontro de músicos” na minha igreja desde que cheguei há 15 meses atrás. Todos os cantores e instrumentistas diferentes que servem em nossos cultos matutinos e/ou vespertinos foram convidados, para algo que espero que seja o primeiro de uma série regular ou mensal de encontros visando a construção da comunidade, apresentação da visão, encorajamento e a formação de uma cultura de louvor. Após muito barulho mastigando cookies, salgadinhos e salsa (a combinação noturna de lanches dos campeões), um vibrante jogo de charadas de músicas de louvor e um momento em que cantamos, compartilhei...

Read More

Quando o Mais Curto é Melhor

Recentemente estava falando com um amigo que participou de um banquete de arrecadação de fundos em um hotel para um ministério cristão sem fins lucrativos. Após o jantar, a programação iniciou com uma equipe de louvor de uma igreja local tocando algumas canções. E quando eu digo “algumas canções”, quero dizer seis ou sete músicas. Meia hora de canções. Além disso, a maioria das músicas eram desconhecidas para qualquer um que não frequenta a igreja deste referido grupo de louvor. Meu amigo descreveu uma cena estranha: o líder de louvor manteve todo o povo em pé, a metade de...

Read More

Engrandecei o Senhor Comigo

Davi escreve em Salmos 34.3: “Engrandecei o SENHOR comigo, e todos, à uma, lhe exaltemos o nome. ”Esse verso tem muito a ensinar àqueles que desejam liderar a adoração congregacional. Em primeiro lugar, Davi diz “Engrandecei o Senhor”. A adoração deve ser centrada em Deus e deve magnificar a Deus. Sobre a palavra “magnificar”, John Piper escreve: Há dois tipos de magnificação: a magnificação do microscópio e a magnificação do telescópio. A primeira faz com que uma coisa pequena pareça maior do que realmente é. A segunda faz com que uma coisa grande comece a parecer tão grande quanto...

Read More

Mantendo as Coisas Profissionalmente

Ainda sou jovem, mas pode me chamar de velha guarda. Líderes de louvor devem agir profissionalmente. E eles devem ajudar suas equipes/bandas/corais/voluntários profissionalmente também. Deve haver uma atmosfera de profissionalismo em torno das pessoas que servem no ‘front’ e/ou nos bastidores de um culto, e em todo o espectro de expressões de um culto, desde os tradicionais corais até as bandas de rock casuais. Por quê? Porque tudo o que fazemos prega uma mensagem. Desleixo e despreparo pregam a falta de honra: seja para as pessoas presentes, seja para Aquele a quem nós estamos (espero) cultuando. Nós nos tornamos...

Read More