Autor: Thiago Oliveira

O problema da infantilização na adoração

Um dos maiores problemas de nossas liturgias – na verdade de nosso cristianismo, mas é mais evidente na liturgia – é a infantilização. Cultuamos como crianças que se recusam a crescer. Síndrome de Peter Pan, alguns dirão. Bem, chame como quiser, só não queira fazer parte do “bando dos meninos perdidos”. Isso é sério! Podemos demonstrar a infantilização a partir dos repertórios com músicas repetitivas, evasivamente alegres e aeróbicas. Já participou de algum momento de “louvor” que se enquadra neste cenário? Em alguns cultos a repetição e as dancinhas são tantas que dá a impressão de se estar no...

Read More

Epifania: Uma balada sobre a condição humana e a Graça de Deus

Esse texto não é propriamente uma análise de letra para saber se podemos cantar no culto a música Epifania – da banda gaúcha Tanlan. Não é uma canção litúrgica, não foi feita para o culto, mas é de um conteúdo bíblico maduro, envolto a uma bela melodia. Logo, esse texto visa contemplar a beleza desta música, mas precisamente de sua letra, identificando a cosmovisão influenciada pela antropologia reformada. A letra começa assim: “Não sou perfeito, nunca fui, eu sei. Do meu defeito nunca me livrei. E a cada dia eu percebo mais. Essa agonia rouba a minha paz”. Já...

Read More

Ninguém Explica Deus – Preto no Branco (Análise)

Uma música tem feito certo sucesso entre os evangélicos. Seu título é “Ninguém explica Deus” e quem canta é o grupo Preto no Branco. Vamos analisar a sua letra? Bem, a canção começa assim: Nada é igual ao Seu redor Tudo se faz no Seu olhar Todo o universo se formou no Seu falar Já dá para perceber que o compositor buscou exaltar a grandeza do Deus criador. Ele parte da cosmovisão bíblica que se encontra em Gênesis 1 e 2, onde diz que Deus criou todas as coisas, trazendo elas a existência ao falar “haja”. Logo após a palavra...

Read More